Setúbal e os três “grandes”

Cláudia Bragança

Os jogos dos quartos-de-final da Taça de Portugal não tiveram surpresas no seu desfecho. Porto, Benfica e Sporting cumpriram o papel de equipas favoritas e eliminaram Gil Vicente, Moreirense e Estrela da Amadora respectivamente. O Vitória de Setúbal junta-se ao grupo de semi-finalistas da competição após bater a Naval no restante jogo da eliminatória.

imagens_107480.jpg

Porto 1-0 Gil Vicente

A jogar em casa e claramente favorito, o FC Porto fez descansar, como já vem sendo habitual nesta competição, algumas das suas principais estrelas e embora a qualidade de jogo se tenha obviamente ressentido, a equipa conseguiu manter a segurança necessária para a passagem da eliminatória.

Valeu o golo de Tarik aos 23 minutos para garantir a passagem às meias-finais assim como a inspiração do guarda-redes Nuno que impediu o Gil Vicente de se tornar num obstáculo bem mais difícil de ultrapassar do que aquilo que à partida se poderia esperar. A equipa minhota conseguiu mesmo, em algumas alturas do encontro, igualar o nível de jogo do campeão nacional mas não foi suficiente para impedir a progressão do FC Porto na competição.

Foi, apesar de tudo, um bom jogo de futebol aquele a que se assistiu no Dragão, de onde saiu vencedora a equipa que se apresentou mais forte em todos os aspectos de jogo.

imagens_107478.jpg

Benfica 2-0 Moreirense

No outro jogo dos quartos-de-final, o Benfica recebeu e bateu o Moreirense por 2-0. A equipa de Guimarães ainda se conseguiu bater de igual para igual com a de Lisboa, mas as entradas do “maestro” Rui Costa, sobretudo dele, e de Makukula não permitiram que se assistisse a uma surpresa em pleno estádio da Luz.

À semelhança de Jesualdo Ferreira no Porto, também Camacho aproveitou este jogo para gerir o plantel e colocar em campo jogadores que não têm jogado com tanta regularidade no campeonato. A “experiência” resultou em alguma desorientação por parte do Benfica que só a entrada de Rui Costa veio esclarecer. O “génio” da Luz trouxe outra clarividência ao futebol da sua equipa e abriu caminho para a vitória marcando o primeiro golo aos 69 minutos. Aos 89’, Makukula colocava um ponto final na história do jogo marcando o segundo golo e acabando de vez com as pretensões do Moreirense.

Os minhotos conseguiram no entanto deixar uma boa impressão nesta partida frente ao Benfica e, dentro da sua estratégia claramente mais defensiva, não deixaram de complicar a vida ao segundo classificado do campeonato dando uma boa réplica que aguentou até onde as forças permitiram.

imagens_107477.jpg

Sporting 1-0 Estrela da Amadora

O Sporting também não teve a vida nada facilitada frente ao Estrela da Amadora, principalmente por culpa própria. Os leões não apresentaram um futebol convincente e o triunfo mostra-se justo pela entrega e determinação da segunda parte do encontro.
Um golo de Purovic já em tempo de compensação trouxe a sorte que o Sporting esperava já que pela qualidade de jogo, cedo se percebeu que os leões dificilmente conseguiram marcar presença nas meias-finais da Taça.
O Estrela da Amadora apresentou-se com uma estrutura de jogo mais dinâmica mas não teve do seu lado a sorte do jogo, caindo aos pés de um Sporting descaracterizado que só na segunda parte, com a entrada de Izmailov, conseguiu mostrar um pouco mais de vontade. Embora tenha sido incontestavelmente “dono” da segunda parte, a estrutura defensiva bem montada do Estrela e a ineficácia das jogadas atacantes permitiram que apenas por uma vez a baliza da equipa da Amadora fosse violada.

Naval 1º de Maio 1-2 Vitória de Setúbal

Quanto ao Vitória de Setúbal, levou de vencida a Naval 1º de Maio por 2-1 e marca também presença nas meias-finais da Taça de Portugal juntando-se a Porto, Benfica e Sporting.
Os setubalenses abriram o marcador aos 60 minutos por Auri, um lance que acabaria por ditar também a expulsão de Saulo por protestar um alegado fora de jogo do jogador sadino.

Cinco minutos depois, Paulão restabeleceu a igualdade para os da casa mas a vantagem duraria apenas até ao minuto 69, quando Robson marcou o golo que colocaria o Vitória de Setúbal nas meias-finais da competição.

Fotos: Record

Anúncios

Etiquetas:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: