Análise Bwin Liga: Dragão voa cada vez mais alto

Miguel Pereira

À medida que as jornadas são disputadas parece cada vez mais certo que o título não escapará ao FC Porto. O cenário tem sido repetitivo: os dragões a vencerem e os rivais de Lisboa a escorregarem. A vantagem já é de 12 pontos!

imagens_107452.jpg

Jesualdo Ferreira optou por deixar Quaresma fora do jogo com o Paços de Ferreira. Assumiu um risco, mas a verdade é que a equipa não se ressentiu. Vitória concludente, por 3-0, mais uma vez com Lisandro em destaque, ao bisar na partida.

imagens_107456.jpg

Parece que há feitiço para os lados da Luz, que faz com que Benfica não conseguia vencer os jogos em casa para o campeonato. O adversário, o Sp. Braga, até era uma das equipas com melhor do plantel da Bwin Liga, que, porém, está a fazer um campeonato decepcionante. E os bracarenses até começaram melhor, com Zé Manuel a inaugurar o marcador, logo aos 5 minutos. Os “encarnados” foram obrigados a ir atrás do prejuízo e, a meio do primeiro tempo, Luisão corresponde da melhor a um livre de Rui Costa, empata a partida. Até final, os comandados de José António Camacho bem tentaram a vitória, sem sucesso, contudo.

imagens_107457.jpg

Em Setúbal, à terceira não foi de vez. Ou seja, no terceiro confronto com o Vitória de Setúbal esta época o Sporting não conseguiu novamente levar a melhor, muito devido a um lance infeliz do guarda-redes Rui Patrício. Aos 18 minutos, um remate aparentemente inofensivo de Bruno Ribeiro acabaria por entrar dentro da baliza leonina, com a colaboração de Rui Patrício, que é mal batido no lance. Os “leões” procuraram a vitória, no entanto os sadinos, que, com apenas 16 convocados, mostraram uma força de vontade impressionante e mereceram a vitória.

Quem aproveitou o deslize do Sporting foi o outro Vitória, o de Guimarães. Um golo bastou apenas bastou para os vimaranenses derrotarem a Naval, alcançando novamente o terceiro lugar e a morder os calcanhares ao Benfica.

Num jogo entre candidatos à UEFA, o Marítimo levou a melhor sobre o Belenenses, vencendo no Restelo por 3-1. Os “azuis” até começaram melhor, com um golo de Weldon aos 14 minutos, mas o minuto 26 acaba por mudar o rumo do jogo: Kanu cai na área, alegadamente tocado por Costinha, e o árbitro Rui Silva assinala para grande penalidade. Costinha é expulso e Bruno não desperdiçou esta oportunidade para empatar a partida. Com mais um homem, o Marítimo conseguiu controlar o jogo e acabou por marcar mais dois golos, por intermédio de Marcinho e Mossoró, e venceu a partida.

Num dos jogos mais frenéticos da ronda, o Estrela da Amadora venceu a cada vez mais condenada União de Leiria, por 4-2. No entanto, ao intervalo os tricolores perdiam, por 2-0. Graças a uma segunda fantástica, no qual os comandados de Daúto Faquirá souberam aproveitar o facto de estar a jogar com mais um jogador, o Estrela da Amadora virou o jogo a seu favor e acabaram por triunfar.

Mesmo sem Jokanovic no banco de suplentes, o Nacional levou a melhor sobre o Leixões. Num jogo muito equilibrado, os madeirenses acabaram por ser mais felizes, graças a um golo de Juliano perto do final da partida.

A jornada só terminou na segunda-feira, num confronto entre Académica e Boavista. Golos só na segunda parte. Os “estudantes” em vantagem aos 59 minutos com um golo de Kaká. Contudo, a vantagem da briosa só durou dois minutos, pois logo a seguir Mateus empataria a partida.

Fotos: Record

Anúncios

Etiquetas:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: