Archive for the ‘11ªedição’ Category

Falemos então de desporto: E se reclamassem menos e apoiassem mais

Dezembro 12, 2007

Miguel Pereira*

O Sporting Clube de Portugal está em crise. É impossível negar. Maus resultados, aliados às fraquíssimas exibições, fazem com que não haja paz no reino de leão e Paulo Bento tem razão quando diz que o seu “estado de graça acabou”.

A verdade é que treinador leonino pouco pode fazer. Saíram jogadores importantes e aqueles que vieram parecem não dar conta do recado. No ano passado, o Sporting foi a equipa com a melhor defesa da Europa, algo que muito dificilmente acontecerá este ano, muito devido às saídas de Tello e Caneira, dois dos pêndulos que davam segurança á defesa sportinguista.

Outro facto que está à vista de todos é a fraca produtividade do ataque leonino. Como sabemos, Liedson é um jogador rende mais se tiver alguém ao seu lado. Este ano, o companheiro do atacante brasileiro parecia ser Derlei. O experiente avançado, que até estava a realizar um bom início de temporada, teve o azar, porém, de se lesionar com gravidade. Como tal, Liedson ficou sem o seu melhor companheiro de ataque e parece por demais evidente que Purovic e Yannick Djaló não servem para jogar ao lado do “levezinho”.

Portanto, conclui-se que Paulo Bento, com as cartas que tem, pouco pode fazer. Sem bons jogadores, não há resultados, sendo por isso que as exibições do Sporting têm ficado a desejar.

Para que seja atenuado esta crise que se vive para os lados de Alvalade, é preciso que os adeptos apoiem a equipa. Porém, uma certa facção da Juve Leo arranjou argumentos ridículos para protestar, indo buscar, inclusive, atitudes do actual capitão leonino quando este tinha apenas … sete anos.

Costumam dizer que nos maus momentos é que vemos os nossos amigos. Por isso, podemos concluir que o amor que essa facção da Juve Leo sente pelo seu clube, por todos argumentos ridículos que utilizaram para o seu protesto, é destituído de amizade.

*Editor de Desporto

Anúncios

Análise Liga Vitalis: Empatados de novo

Dezembro 9, 2007

Miguel Pereira

Após a 12ª jornada, o primeiro lugar da Liga Vitalis volta a ser partilhado pelo Vizela e o Rio Ave. Os vila-condenses não foram além de um empate em casa ante o Trofense, algo que foi aproveitado pelo Vizela, que recebeu e venceu o Desp. Aves por 2-0, para igualar a equipa de Vila do Conde na liderança.

Quem se está a aproximar dos lugares cimeiros é o Gil Vicente, que derrotou o Freamunde com um golo sem resposta. Os gilistas estão no quarto lugar, á frente do Santa Clara, que voltou a perder, desta feita na Povoa do Varzim, por 3-1.

Destaque negativo para Beira-Mar, Olhanense e Estoril, que se começam a distanciar dos lugares que dão acesso à subida. Os aveirenses perderam em Gondomar por uma bola a zero, os “canarinhos” foram derrotados em Santa Maria da Feira (2-1), enquanto que a equipa de Olhão não consegui levar a melhor perante o rival Portimonense, que conseguiu a primeira vitória no campeonato, perdendo por 2-1.

No jogo que ainda não referir, o Penafiel parece dar mostrar de recuperação na tabela, depois de mais uma vitória, a segunda consecutiva, ao vencer em Fátima com três golos sem resposta.

Para a próxima jornada, o Rio Ave desloca-se ao reduto do Varzim, uma equipa que já se assumiu como candidata à subida, e o Vizela vai até Freamunde.

Vídeo: Tv Golo

Análise Bwin Liga: As trivelas também decidem clássicos

Dezembro 9, 2007

Miguel Pereira

Um lance de génio, concluído com uma trivela, foi suficiente para decidir o clássico entre Benfica e Futebol Clube do Porto. Num jogo dominado pelos “dragões”, Ricardo Quaresma decidiu o jogo. Com este resultados, os portistas aumentaram para sete pontos a vantagem que os distancia do Benfica.

Quem poderia aproveitar o resultado do clássico, era o Sporting, que, no entanto, não foi além de um empate a uma bola, em casa, ante o último classificado, União de Leiria. O Vitória de Guimarães, por seu turno, aproveitou o deslize dos leões para chegar ao terceiro, após uma vitória suada, por 2-1, ante a Académica.

Num jogo bem disputado entre candidatos à Europa, o Braga acabou por levar a melhor sobre o Marítimo, vencendo por 2-1, e ascendeu ao sexto lugar no campeonato.

Um destaque nesta jornada vai para a Naval. Os comandados de Ulisses Morais conseguiram, pela primeira vez na sua história, três vitórias consecutivas. Desta feita, a vítima foi o Paços de Ferreira, que não conseguiu a evitar a derrota por 2-1.

Nos restantes jogos, o Nacional e Estrela da Amadora receberam e venceram o Boavista e Leixões, respectivamente, com dois golos sem resposta e Setúbal e Belenenses empataram a uma bola.

Após uma paragem, devido a uma eliminatória da Taça, a próxima jornada reserva-nos alguns bons encontros: o Porto recebe o Vitória de Guimarães, que é terceiro classificados, o Sporting desloca-se à Madeira, para jogar com o Marítimo, e o Benfica tem uma pequena viagem até o Restelo, a fim de enfrentar o Belenenses.

Vídeo: Tv golo

Euro’2008: Sorteio da fase final

Dezembro 9, 2007

João Fragata

Depois de saber os adversários do apuramento para o Mundial’2010, Portugal ficou a saber os adversários do grupo do Euro’2008 que se realizará na Áustria e Suiça. E não se podem queixar muito.

euro2008_logo.jpg

A verdade é que a sorte até sorriu um pouco à nossa selecção. Primeiro, vamos jogar na Suíça, país muito preenchido por emigrantes portugueses, que poderão apoiar a nossa selecção como jogasse em casa. Depois porque podíamos ter calhado num grupo com Itália, Holanda e França (o que até era bom para o espectáculo) e não calhámos.

Portugal ficou no grupo A juntamente com a Turquia, a República Checa e a anfitriã Suiça. Um grupo teoricamente acessível, se Portugal jogar no seu máximo. Quem não se lembra da vitória à Turquia no Euro 2000? Claro que também podemos lembrar da derrota com a Rep.Checa no Euro’96, com aquela chapelada do nosso conhecido Poborsky. Mas o futebol faz-se do momento, e do futuro e não do passado. Embora sejam selecções de valor, ou não estariam entre as 16 melhores da Europa, a nossa Selecção tem a obrigação de passar este grupo.

No grupo B temos a outra anfitriã Áustria com a Croácia, a Alemanha e ainda a Polónia. Podemos ver grandes jogos neste grupo, principalmente Alemanha-Polónia e o confronto entre croatas e polacos. Contudo, temos um elo mais fraco. A equipa menos cotada do ranking da Uefa (até os adeptos queriam que a selecção deles não jogasse) pode estar a um passo de perder todos os jogos em casa. Mas no futebol o que existem mais são surpresas e duvido que este Europeu não as tenha.

No grupo C, o grupo do espectáculo. Muitos consideram-no de morte, mas vai ser muito bom ver tão bons jogos logo na fase de grupos. A campeã mundial Itália junta-se a finalista do mundial França (será que vai haver vingança?), à Holanda e à Roménia. Logo a início podia-se pensar que a Roménia era já o alvo a abater, mas basta ir a 2000 para perceber que já estão habituados a jogar em grupos desses. Na altura calhou-lhes Portugal, Alemanha e Inglaterra, e a verdade é que os romenos apuraram-se para os quartos de final, onde curiosamente perderam com a Itália. Por isso, pode-se contar com bom espectáculo com alguns dos melhores jogadores do mundo a jogarem uns contra os outros.

Por fim no grupo D temos a campeã europeia em título Grécia, Espanha, Suécia e Rússia. Espanha está um pouco como Portugal, num grupo que se esforçar torna-se acessível à passagem. Mas os espanhóis não podem relaxar, porque vão ter uma Grécia motivada com os recentes bons resultados, terá duas selecções que podem ser consideradas grandes outsiders, que têm grande valor europeu e que poderão facilmente surpreender os espanhóis.

Resumindo, teremos grandes jogos no próximo Europeu de 2008, onde todos desejamos que seja desta que a nossa selecção consiga ganhar, depois de em 2004 ter estado muito próximo. Os jogos começam a 7 de Junho e a grande final é dia 29 de Junho.

Foto: Arquivo Onlie