Archive for the ‘3ªedição’ Category

Falemos então de desporto: A nossa xavalha maravilha

Outubro 18, 2007

O quotidiano desportivo português está recheado de rapazes e raparigas maravilhas. Mas, infelizmente, são poucos os jovens que recebem todo o apoio e felicitação da população portuguesa.

Cristiano Ronaldo é considerado o nosso puto maravilha. Jogador de um inegável talento, que leva ao delírio milhares de fãs por todo o mundo. No entanto, há outra atleta, com a mesma idade que o jogador do Manchester United, que está, posso dizer, está para o triatlo como Ronaldo está para o futebol. Falo-vos de Vanessa Fernandes, a quem considero a nossa xavalha maravilha.

Com apenas 22 anos, a triatleta portuguesa é, sem sombra de dúvida, a melhor do mundo nesta modalidade. Soma vitórias, atrás de vitórias, que deixa este pequeno país à beira do Atlântico orgulhoso.

Recordo-me dela nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, na altura campeã da Europa, onde conseguiu um fantástico oitavo lugar. Após a conclusão da prova, Vanessa, então com 19 anos, formulou um desejo: “Daqui a quatro anos quero sair com uma medalha”.

Se o desejo da triatleta se concretizar, além de ser um prémio merecido por toda a sua humildade e dedicação ao triatlo, esta medalha será mais uma a juntar à já larga colecção de medalhas que a portuguesa já tem. Contudo, não é medalha qualquer, pois esta tem o sabor especial de ter sido conquistada na mais importante competição desportiva.

A verdade é que Vanessa Fernandes está a fazer um óptimo caminho até Pequim. Tem ganho quase tudo o que há para ganhar. Por vezes, digo, como ironia, que só as derrotas de Vanessa deveriam ser notícias, porque aí é que temos algo de novo, diria até de insólito. Pois as suas vitórias, essas, não surpreendem ninguém!

Anúncios

Portugal regressa às vitórias

Outubro 14, 2007

Miguel Pereira

Finalmente, após quatro jogos sem vencer, a Selecção Nacional não facilitou e regressou às vitórias, ante um modesto Azerbeijão, num jogo marcado por estreias: Flávio Teixeira como responsável máximo no banco; Miguel Veloso é o mais recente internacional português; Bruno Alves e Hugo Almeida estrearam-se a marcar com a camisola das quinas.

Contudo, parecia que ias coisas iam começar mal para a equipa nacional, quando no aquecimento Nuno Gomes sofre uma lesão que o impediria de jogar. Solução: Hugo Almeida, avançado do Werder Bremen, renderia o ponta-de-lança do Benfica.

est_global11.jpg

Portugal entrou com vontade a todo o gás, muito diferente da equipa que foi surpreendida na Arménia. Logo, ninguém se surpreendeu quando Bruno Alves – antes Hugo Almeida já tinha deixado um aviso – saltou mais altos que os defesas azeris para inaugurar o marcador.

A vencer Portugal preferiu gerir o jogo e beneficiou de uma infantilidade do capitão do Azerbeijão para ficar com mais um homem em campo. No entanto, os primeiros minutos com mais um homem em campo foram de alguma tensão e os azeris – numa jogada em que deu a sensação que Bruno Alves parece ter sofrido falta – quase marcavam, valendo a atenção de Ricardo.

Deco respondeu, numa daquelas jogadas que só o médio do Barcelona sabe fazer, mas o poste impediu que a bola entrasse. Aos poucos, os portugueses voltaram a tomar o controlo do jogo e ao cair do pano Hugo Almeida, no seu estilo acrobático, mostrou a Scolari que pode ser opção, ao marcar o segundo tento luso, que já se adivinhava.

No segundo tempo, a vencer por 2-0, os jogadores nacionais fizeram uma gestão inteligente do resultado, provavelmente a pensar no encontro de quarta-feira no Cazaquistão.

Houve, todavia, um festival de golos perdidos da parte da equipa das quinas, com Deco e Ronaldo, que cumpriam a 50ª internacionalização, a serem os mais perdulários.

Não foi uma exibição exuberante, nem precisava de ser. Bastava-nos uma desempenho quanto baste para vencer a Selecção do Azerbeijão, e assim foi.

As contas voltaram a estar mais facilitadas – Portugal está em segundo, lugar qualificável para o Euro 2008 –, muito devido aos empates de Sérvia e Finlândia

Se Portugal vencer os próximos dois jogos, pode ser que o último jogo, com a Finlândia no Estádio do Dragão, não seja necessário para as contas finais rumo à Suiça e à Áustria.

Notícia de última hora: Makukula rende Nuno Gomes

Após a lesão de Nuno Gomes, Scolari só tinha um ponta-de-lança disponível para o jogo de quarta-feira, no Cazaquistão. Como tal, o Seleccionador Nacional chamou o avançado do Marítimo Makukula para render o jogador do Benfica.

est_global4.jpg

Ariza Makukula nasceu no Congo, mas tem nacionalidade portuguesa, tendo representado as selecções jovens de Portugal. Numa fase complicada da sua carreira, o avançado luso-congolês mostrou vontade para representar o seu país de origem. Tal nunca aconteceu e nos últimos tempos o jogador do Marítimo revelou que teria muito gosto em vestir a camisola principal da equipa das quinas. Pelos vistos, poderá ter essa oportunidade já no próximo dia 17.

Foto: Federação Portuguesa de Futebol

Bruyneel, Paulinho e Contador na Astana

Outubro 14, 2007

Francisco Reis

Acabou por se confirmar aquilo que já se previa: Johan Bruyneel vai ser o director-desportivo e director-geral da equipa Astana. O ex-corredor belga esteve oito anos consecutivos na liderança da Discovery Channel (antiga US Postal) e foi um dos grandes artífices das sete vitórias consecutivas de Lance Armstrong na Volta à França.

cic6.jpg

A formação norte-americana deverá mesmo acabar e estão também confirmadas as mudanças da Discovery para a equipa cazaque de Benjámin Noval, Janez Brakovic, Tomas Vaitkus, Sérgio Paulinho (que também já correu na Astana antes de se juntar à Discovery Channel), Alberto Contador (vencedor do Tour deste ano) e Levi Leipheimer.

Mathias Kessler, Eddy Mazzoleni, Alexandre Vinokourov e Andrey Kashechkin, todos eles envolvidos em escândalos de dopping, estão definitivamente afastados da equipa.

Fonte: Record, A Bola, Ciclismo Digital
Foto: A Bola

Primeira derrota na era Caçador

Outubro 14, 2007

Miguel Pereira

As esperanças lusas perderam na Bulgária, num jogo em que os pupilos de Rui Caçador ressentiram-se das ausências de Manuel da Costa, Manuel Fernandes, Ricardo Vaz Tê e Miguel Veloso, este último convocado à selecção principal.

est_global3.jpg

Uma primeira parte em que Portugal não esteve bem foi fatal para o desfecho final do encontro. Os jovens jogadores portugueses até tomaram o controlo do jogo, mas não conseguiram levar perigo à baliza contrária. Eram imensas as dificuldades dos jogadores nacionais, e com o golo búlgaro – que aconteceu ao minuto 42, através de uma grande penalidade convertida por Domovchiyski – tudo se complicou ainda mais.

No segundo tempo, os Sub-21 entraram com outra atitude e Vieirinha, por duas vezes, podia ter restabelecido a igualdade. Rui Caçador ainda mexeu no onze, colocando Nuno Coelho, Hélder Barbosa e Cícero em jogo, porém até final o resultado não se alterou, e o dilúvio nos últimos 15 minutos só veio prejudicar as cores portuguesas.

Recorde-se que esta é a primeira derrota da Selecção Nacional na fase de qualificação. Portugal é segundo classificado no grupo, com menos três que a Inglaterra.

Foto: Futebol de Ataque/Federação Portuguesa de Futebol

Alemanha no lugar da Itália no grupo de Portugal

Outubro 14, 2007

Cláudia Bragança

A Alemanha foi a selecção escolhida para substituir a Itália no grupo de Portugal, num torneio que servirá como pré-apuramento para os Jogos Olímpicos de Pequim 2008, para as Selecções Nacionais Seniores Masculinas de voleibol.

A selecção transalpina irá organizar o Torneio 3 desde pré-apuramento e teve de abandonar por isso o grupo de Portugal dando lugar à Alemanha.

por_slk_1.gif

O grupo da nossa Selecção será então constituído pela Alemanha, República Checa, Franca, Suécia e Eslováquia e irá disputar o Torneio 2 de pré-apuramento, organizado pela Federação Portuguesa de Voleibol e a realizar entre 28 de Novembro e 2 de Dezembro, no nosso país. O vencedor deste torneio apurar-se-á para a fase de Qualificação Continental da 29ª edição dos Jogos Olímpicos de Verão, que decorrerá em Pequim, na China, em 2008.

Portugal acolhe o Torneio 2 deste pré-apuramento sendo que cada torneio está dividido em duas poules (A e B), com três equipas cada, que jogam no sistema de todos contra todos. O terceiro qualificado de cada poule fica automaticamente excluído da fase de apuramento continental, enquanto que os dois primeiros classificados jogam as meias-finais cruzados (1.º A x 2.º B e 2.º A x 1.º B).

Sendo assim, os três torneios de pré-apuramento ficaram distribuídos da seguinte forma (após a atribuição da organização do Torneio 3 à Itália):

Torneio 1
Poule A – Hungria (organizador), Estónia e Finlândia
Poule B – Bélgica, Dinamarca e Polónia

Torneio 2
Poule A – Portugal (organizador), Alemanha e República Checa
Poule B – França, Eslováquia e Suécia

Torneio 3
Poule A – Itália (organizador), Croácia e Montenegro
Poule B – Holanda, Grécia e Roménia

O vencedor de cada um destes torneios irá disputar em Janeiro, juntamente com a Turquia (país organizador) e mais quatro selecções, a Fase de Qualificação Continental que irá decidir quem será o país que representará a Europa nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008.

Fontes: Bola e Federação Portuguesa de Voleibol
Foto: Federação Portuguesa de Voleibol

Loureiro provoca eleições antecipadas

Outubro 14, 2007

Miguel Pereira

João Loureiro, Presidente do Boavista, fartou-se das críticas dos sócios e resignou ao mandato. Portanto, o clube do Bessa terá eleições antecipadas dentro de dois meses.

No dia em que completou 44 anos, João Loureiro comunicou publicamente a decisão ao restante mandato. O ainda Presidente axadrezado não nega que a instabilidade interna tem prejudicado o clube e que espera que os problemas internos tenham uma resolução breve.

loureiro03.jpg

No entanto, João Loureiro não deixa de lado a hipótese de recandidatar. Se tal não acontecer, é o fim de uma era num Boavista, que começou por ser de glória, mas que nos últimos tempos tem sido de pesadelo.

Recorde-se que no “reinado” de João Loureiro o Boavista ganhou tudo o que havia para ganhar em termos nacionais – Taça de Portugal, Supertaça e Campeonato Nacional – qualificou-se por duas vezes para a Liga dos Campeões e atingiu as meias-finais da Taça Uefa.

Contudo, os últimos anos foram de autêntico martírio para os adeptos boavisteiros, que vêm, muito devido aos problemas financeiros, a qualidade dos planteis diminuir e classificações cada vez menos meritórias.

Foto: Terceiro Anel

Marion Jones abandona Atletismo depois de escândalo

Outubro 14, 2007

Miguel Pereira

Marion Jones, uma das melhores atletas dos últimos anos, anunciou a sua retirada das pistas, após ter assumido que tomou esteróides durante os dois anos que antecederam os Jogos Olímpicos de Sidney, onde a americana conquistou cinco medalhas (três de ouro e duas de bronze).

Devido a este escândalo, a atleta devolveu ao Comité Olímpico Internacional (COI) as medalhas conquistada há sete anos. Marion Jones terá igualmente que devolver o prémio monetário recebido pelos galardões conquistado em Sidney, cerca de 100 mil euros.

getimage2.jpg

Contudo, o processo não acaba por aqui: o próximo passo do COI é riscar o nome de Marion Jones da história do Atletismo. Isto é, apagar todos os registos de recordes obtidos pela atleta americana ao longo da carreira.

Refira-se que até George W. Bush já se pronunciou sobre esta situação. A porta-voz da Casa Branca, Dana Perino, revelou que o presidente norte-americano “está triste e inquieto com o caso”.

Fonte e Foto: Record

Lá por fora

Outubro 14, 2007

Miguel Pereira

Magia de Deco inspira Barcelona

O Barcelona já soma quatro vitórias consecutivas, com Messi a marcar durante seis jogos seguidos. No entanto, há um mágico, chamado Deco, que voltou a fazer magia para os lados da Catalunha. O luso-brasileiro esteve em grande: marcou um golo e deu outro a marcar, na vitória do Barcelona ante o Atlético de Madrid, de Maniche, Simão e Zé Castro (que saiu lesionado), por 3-0.

deco.jpg

Noutros jogos, destaque para a vitória do Real Madrid, de Pepe, que assim mantém, frente ao Huelva, de Beto, Carlos Martins e Varela, por 2-0, e para o calvário do Sevilha, que voltou a perder, desta feita por 1-0 em casa, diante do Corunha.

Campeão europeu volta as vitórias

O Milão, campeão europeu e um dos adversários do Benfica na Liga dos Campeões, voltou de forma categórica às vitórias, ao golear a Lázio, em pleno Olímpico de Roma, por 5-1.

A Juventus, com Tiago a não sair do banco, por pouco não venceu em Florença. Um golo de Mutu no último minuto, de grande penalidade, impediu a vitória da vecchia signora.

Noutros campos, a Reggina, sem poder conta com Miguel Garcia, que continua lesionado, conseguiu empatar no terreno do Palermo, que não pôde contar com o ex-benfiquista Miccoli, também lesionado, e o Livorno, com Vidigal a jogar os 90 minutos, sofreu mais uma derrota, desta feita em casa do Catania, sendo cada vez mais último.

Anderson marca pelo Lyon

O hexa-campeão francês venceu no terreno do Bordéus por 3-1, com o ex-benfiquista Anderson a inaugurar o marcador. O Lyon saltou assim para o primeiro lugar, em igualdade pontual com o Nancy.

Por outro lado, Pauleta está com vida difícil no PSG, que somou a segunda derrota consecutiva, ao perder em casa por 3-1 com o Rennes.

Já o Lens, com Marco Ramos a sair lesionado aos 25 minutos, conseguiu fugir aos últimos lugares ao vencer o Auxere por 2-0.

Ronaldo novamente decisivo

O Manchester United voltou a contar com o talento de Cristiano Ronaldo, que marcou dois golos na vitória por 4-0 dos Red Devils frente ao Wigan. Quem também esteve em destaque foi o ex-portista Anderson, que recuperou um grande número de bolas e fez assistência para Tevez inaugurar o marcador.

ronaldo.jpg

O West Ham, o clube onde joga Luís Boa Morte, já soma três derrotas consecutivas, desta vez foi no terreno do Aston Villa, por um golo sem resposta.

Destaque para Chelsea que regressou às vitória ante o Bolton, com Ricardo Carvalho a titular e com Paulo Ferreira a jogar os últimos quatro minutos.

Bayern cada vez mais líder

Dois golos de Luca Toni e um de Zé Roberto deram a vitória ao Bayern frente ao Nuremberga. Em nove jogos, os bávaros somam sete vitórias e dois empates.

Depois de se ter sagrado campeão na época passada, o Estugarda, com Fernando Meira a ser expulso aos sete minutos, está a encontrar imensas dificuldades para manter um bom nível exibicional. Desta feita, perdeu, por 2-0, em casa com o Hannover, que contou com Sérgio Pinto a titular.

meira.jpg

O Bayern é líder da Bundesliga, com mais quatro pontos que o Karlsruche, que foi vencer, com dois golos sem resposta, ao terreno do Schalke 04.

Fonte: O Jogo
Fotos: Record

Ovarense conquista Torneio dos Campeões

Outubro 14, 2007

Francisco Reis

Depois do histórico feito alcançado no Eurobasket, o basquetebol em Portugal voltou à acção. Esta semana, a Ovarense venceu a primeira prova do basquetebol profissional português, numa prova marcada pela ausência do Lusitânia, pois a Liga de Clubes de Basquetebol disse não ter os “documentos necessários à validação da inscrição”. Contudo, os responsáveis do clube açoriano já se disseram que contam com a presença da formação de Angra do Heroísmo na Liga Profissional.

Nas meias-finais, a Ovarense derrotou o Barreirense por 91-80. Cordell Henry e Élvis Évora, jogadores da equipa de Ovar, acabaram por ser os jogadores em maior evidência. O primeiro pelo maior número de pontos – 18 –; o segundo pelo tempo que esteve em jogo e pela supremacia nos ressaltos. No outro jogo, o que opôs os vice-campeões nacionais, FCPorto, ao Belenenses, acabou por ser a equipa lisboeta a vencer. O equilíbrio esteve sempre presente mas ao intervalo o Belenenses já ganhava por 53-47. No final, o marcador indicava 108-101 favorável à equipa de Luís Silveira. Os 19 pontos e 6 ressaltos de Paulo Cunha, melhor dragão em campo, acabaram por se verificar insuficientes perante os 24 pontos de Anderson Ferreira, os 20 de Diogo Carreira ou os 11 ressaltos de Jamie Kendrick.

b_ovagr.jpg

O terceiro lugar, esse, acabou por não escapar ao conjunto azul e branco que derrotou o Barreirense por 66-77. O destaque da equipa do Porto vai para Nuno Marçal, que fez 24 pontos. Já Shawn Hopes, com 18 pontos e 19 ressaltos (!), foi claramente o melhor elemento do Barreirense. A Arena Dolce Vita, palco de todos os jogos desta competição, presenciou uma reviravolta por parte dos pupilos de Alberto Babo. O Barreirense estava na liderança ao intervalo, 37-28. Todavia, o 3º período já fechava com um 47-56 para o Porto. Até final, a equipa do Porto manteve-se na liderança.

Por fim, a final, que foi dominada do princípio ao fim pelos bicampeões nacionais, Ovarense. No final da primeira parte, o jogo já parecia decidido: 45-29, vencia a Ovarense. As entradas de Cordell Henry e Nuno Cortez fizeram a diferença e empurraram os da casa para a vitória. Aliás, o português fez 7 pontos consecutivos que serviram de embalo para o triunfo. Os 9 ressaltos conseguidos por Élvis Évora foram também preponderantes.

Este foi um torneio de abertura da época que deixou água na boca a todos os amantes da modalidade em Portugal. A Ovarense é, uma vez mais, a principal favorita à vitória da Liga e provou ser a formação mais forte de Portugal.

Fonte e Foto: Liga dos Clubes de Basquetebol

Leandra Freitas conquista Europa

Outubro 14, 2007

Miguel Pereira

Depois de no ano passado ter conquistado o terceiro lugar nos europeus da Estónia, Leandra Freitas subiu este ano, desta feita na República Checa, ao lugar mais alto do pódio.

Trinta e um segundos bastaram para que a atleta do Clube Naval do Funchal derrotasse na final a poloca Ewa Koniecny. “Fui para o combate a pensar que ia ser muito difícil, mas mal começou marquei yuko. Recomeçamos e depois fiz logo ippon. Quanto tempo foi? Nem sei, só sei que foi menos de um minuto”, recorda, emocionada, a campeã europeia de juniores, na categoria de -48kg.

leandra-freitas.jpg

Depois do combate final, o telefone não parou de tocar, sendo que um dos telefonemas recebidos pela judoca madeirense foi de Telma Monteiro.

Visivelmente comovida, a atleta chorou baba e ranho ao ouvir o hino nacional, na altura em que subia ao lugar mais alto do pódio.

Recorde-se que esta é quarta vez que um judoca português é campeão europeu de juniores, sendo esta a 14ªmedalha conquistada por Portugal, desde 1967.

Fonte: A Bola
Foto: Federação Portuguesa de Judo

Fórmula 1: Decisão do título adiada para a última corrida

Outubro 14, 2007

André Rodrigues

Kimi Raikkonen (Ferrari) e Fernando Alonso (Mclaren-Mercedes) mantiveram-se na luta pelo título mundial de pilotos ao terminarem em primeiro e segundo lugar no Grande Prémio da China, aproveitando da melhor maneira a desistência de Lewis Hamilton quando este comandava a corrida.

Com a desistência do líder do campeonato em Shangai, a distância pontual entre Hamilton e os seus adversários é agora de quatro pontos para Alonso e sete para Raikkonen, antevendo-se um final emotivo para a última corrida do ano em Interlagos.

getimage1.jpg

Numa prova marcada pela chuva, a exemplo daquilo que acontecera no Japão, Hamilton mostrou uma vez mais porque é que se sente como peixe na água neste tipo de pisos. O inglês dominou as voltas iniciais da corrida, com nenhum dos seus adversários directos a mostrarem argumentos para se debaterem com o jovem rookie da Mclaren-Mercedes.

A melhoria do tempo demonstrou ser fatal para as aspirações do piloto inglês. Com o asfalto a secar rapidamente e os pneus a perderem aderência, Hamilton decidiu permanecer em pista ao passo que o resto do pelotão parava para colocar pneus para piso seco. Quando finalmente entrou nas boxes para fazer o mesmo, o jovem britânico saiu de pista na curva que dá acesso às boxes, acabando por ficar atolado na gravilha e sem hipótese de voltar à corrida.

Até este momento, ninguém no paddock acreditava que o título pudesse fugir das mãos do prodígio da F1, mas o primeiro erro de Hamilton em todo o campeonato deixa tudo em aberto para a última corrida do ano no Brasil.

Fontes: Autosport, Crash.net e F1-Live
Foto: Record

Vanessa Fernandes iguala recorde Emma Carney

Outubro 14, 2007

Francisco Reis

Impressionante (!), este é o adjectivo mais expressivo e apropriado para descrever a curta carreira de Vanessa Fernandes. Com apenas 22 anos, a atleta portuguesa é já, e de longe, a melhor triatleta do mundo.

Depois de se ter sagrado campeã mundial recentemente, Vanessa Fernandes igualou esta semana o recorde de número de vitórias em provas da Taça do Mundo de triatlo, depois de ter vencido em Rodes, na Grécia.

Emma Carney, uma das melhores do mundo de sempre na modalidade, era a detentora dessa marca, mas a jovem portuguesa conseguiu igualar tal feito.

getimage.jpg

Aos 22 anos, repito. Vanessa Fernandes acabou esta etapa com 2h02m06s, seguida de Andrea Whitcombe, britânica, que necessitou de mais 59s para completar a prova. Em terceiro lugar, a 01m15s, ficou a checa Vendula Frintova.

Esta foi, então, a 19ª vitória em etapas da Taça do Mundo. Esta época, a Taça do Mundo já contou com 7 etapas e Vanessa Fernandes ganhou 6. Faltou-lhe a etapa de Mooloolaba, onde venceu a australiana Snowsill, que corria em sua casa. A triatleta portuguesa mostrou-se visivelmente satisfeita e assegurou que está a trabalhar no sentido de alcançar o ouro olímpico no próximo ano, em Pequim.

Refira-se que Bárbara Clemente, a outra portuguesa em prova, classificou-se no 47º lugar, com 2h12m22s.

Fonte: Record/Mais Futebol
Foto: Record

ABC paciente passa eliminatória

Outubro 14, 2007

Cláudia Bragança

ehf.jpg

Não se revelou tão fácil, como possivelmente se esperava, a tarefa do ABC em dar a volta à eliminatória frente aos Israelitas, que haviam vencido o jogo da primeira-mão por uma vantagem de dois golos.

A jogar em casa, a equipa portuguesa tinha o seu objectivo de seguir em frente na Taça EHF bem definido mas teve de se mostrar muito paciente e oportuna para levar de vencida o Maccabi.

Fase inicial do encontro muito equilibrada, apesar de apenas com dois minutos de jogo os portugueses terem conseguido fazer o 2-0 e empatar a eliminatória, com o ABC a conseguir vantagens, quase sempre de dois golos, rapidamente igualadas pelos israelitas.

Não foi, portanto, tarefa fácil a dos bicampeões nacionais que tiveram de saber sofrer e esperar pela hora certa de atacar definitivamente o Maccabi e passar para a frente da eliminatória.

Foi por volta do minuto 38, que o ABC pôde ver como praticamente certa a sua passagem à terceira eliminatória desta competição europeia. Em menos de um minuto, o Maccabi sofreu duas expulsões e os portugueses aproveitaram tal facto para colocar o marcador com uma vantagem mais confortável a seu favor, passando a vencer por 22-15.

A partir daqui, o Maccabi desnorteou-se mas nem por isso virou a cara à luta. Mostrou querer até ao fim, mas isso não foi suficiente para levar de vencida a equipa portuguesa.

O ABC mostrou-se uma equipa muito promissora com Tiago Pereira, a organizar muito bem o jogo dos minhotos, e o jovem lateral-direito José Rolo a destacarem-se no seio da equipa.

A equipa portuguesa vai disputar agora a terceira eliminatória da Taça EHF e vai ter pela frente os eslovenos do Cismos Koper. A primeira-mão disputar-se-á na Eslovénia e a segunda-mão em Portugal.

Tiago Pereira: “Com a ajuda dos meus colegas, o jogo correu-me bem”

tigo-pereira.jpgTiago Pereira, autor de três golos da equipa do ABC, confessa que o jogo “podia ter-me corrido melhor, mas com a ajuda dos meus colegas, acabou por me correr bem no geral. Tentei ajudar a equipa e penso que consegui, tal como o resto do grupo”, completa ainda o jogador minhoto.

O jovem central do ABC diz que a equipa fez “uma primeira parte razoável”, e frisa que sentiram algumas dificuldades para encaixar no sistema de jogo do Maccabi: “Voltamos a não entrar da melhor maneira no jogo, tal como aconteceu em Israel. O Maccabi surpreendeu-nos com um novo sistema defensivo, com uma marcação individual ao Bogas, e demoramos a encaixar no seu sistema”, confessa Tiago.

A segunda parte, foi de maior acerto e de distanciamento definitivo do ABC face ao seu adversário como o próprio Tiago Pereira afirma: “Na segunda parte entramos melhor, com menos falhas técnicas, menos remates falhados e a defender melhor, o que nos levou a distanciarmo-nos do Macabbi confortavelmente.”

Fonte: O Jogo
Fotos: Arquivo Online

FC Porto segue em frente na Taça das Taças, com toda a justiça

Outubro 14, 2007

Cláudia Bragança

Não se apresentou uma tarefa difícil para o Porto bater o Eurotech Bervo, da Holanda, equipa que lhe apareceu pelo caminho na 2ª eliminatória da Taça das Taças. A equipa portuguesa bateu facilmente, como mostram os 24 golos de diferença entre as duas equipas, no total das duas eliminatórias, o seu adversário holandês e realizou dois bons jogos, do ponto de vista do seu técnico, Carlos Resende.

Se da primeira-mão o Porto já trazia uma confortável vantagem de 18 golos (39-21), o jogo da segunda-mão só veio acentuar a superioridade dos portistas que passaram com tranquilidade mais um obstáculo na competição internacional.

porto-andebol.jpg

Segundo declarações do treinador do FC Porto, a sua equipa foi sempre superior nesta deslocação à Holanda (o jogo da primeira-mão havia sido realizado em Santo Tirso) e nunca teve em perigo a vitória no encontro. A vantagem de seis golos ao intervalo era claro indicador disso e os portistas limitaram-se a gerir o jogo, preocupando-se, apesar de tudo, em apresentar sempre um bom nível qualitativo nas suas acções.

O técnico portista diz mesmo que isso mostra muito da seriedade com que os seus jogadores encaram a partida, não mostrando nunca, em jogo, o facto ser praticamente certa a sua passagem na eliminatória.

Carlos Resende considera que foi um jogo rápido, bem jogado e interessante de seguir, que serviu também de treino à equipa, já que deu para rodar todos os jogadores, inclusivamente o lateral-direito Siarhei Kavalenka, que havia ficado de fora nas últimas partidas, devido a uma lesão na mão esquerda, marcando seis golos neste regresso à competição.

O resultado final saldou-se então num 29-35, a favorecer os portugueses, dando-lhes a merecida passagem à terceira eliminatória da Taça das Taças, depois de dois jogos de total superioridade da equipa de Carlos Resende.

Fonte: O Jogo
Foto: Site Oficial do Futebol Clube do Porto

Vizela ascende ao segundo lugar

Outubro 14, 2007

Miguel Pereira

 Foi uma jornada de bons jogos, muitos golos e alguns resultados imprevisíveis.

Começando pelo topo da tabela, o Santa Clara foi incapaz de se conseguir superiorizar ao Fátima, que, com este empate nos Açores, continua a surpreender neste começo de campeonato.

Os principais seguidores do Santa Clara, Trofense e Estoril, não foram capazes de aproveitar o deslize do líder. A equipa da Trofa foi ao terreno do Olhanense perder por 1-0, e os canarinhos permitiram uma reviravolta fantástica do Beira-Mar, após terem estado a vencer por 2-0.

Com um bis de Rincon, o Vizela venceu o Gondomar por 2-1, beneficiando das derrotas do Trofense e do Estoril para ascender ao segundo lugar.

Destaque para o frenético jogo entre Freamunde e Rio Ave, que terminou com um empate a quatro golos. O Freamunde chegou a estar a vencer por 3-1, mas os vilacondeses nunca baixaram os braços, conseguindo primeiro chegar ao 3-3 e depois ao 4-4.

De resto, Penafiel e Varzim empataram a zero, o Gil Vicente venceu o Portimonense por 2-1 e Aves e Feirense dividiram pontos com um empate a um.

Tal como na Liga Bwin, a Liga Vitalis também vai para férias, voltando igualmente no fim-de-semana de 28 de Outubro. A próxima jornada reserva-nos uma visita do líder Santa Clara ao reduto do Estoril e, outro jogo quente, a deslocação Beira-Mar à Trofa.

Vídeo: TV Golo

E já vão sete!

Outubro 13, 2007

Miguel Pereira

Sete jogos, sete vitórias, sete pontos de avanço sobre os segundos classificados. É este o saldo do FC Porto à sétima jornada, que, depois de mais uma vitória, desta feita em Coimbra, por 1-0, é cada vez mais líder.

fcp.jpg

O Sporting recebeu e, após uma brilhante segunda parte, venceu o Vitória de Guimarães por 3-0, beneficiando do empate a zero entre Marítimo e Vitória de Setúbal para ascender ao segundo lugar.

O Benfica, por sua vez, deslocou-se ao reduto do U. Leiria, onde, com dois golos de Nuno Gomes, venceu por 2-1, sendo agora o quarto classificado da Liga com 13 pontos.

Destaque para a categórica vitória do Belenenses no Bessa, que fez com que João Loureiro batesse com a porta, e para as primeiras vitórias da Naval e do Paços de Ferreira contra Leixões e Estrela da Amadora, respectivamente.

Por último, sublinhe-se a vitória do Braga frente ao Nacional, através de uma grande penalidade ao cair do pano, num jogo com muitos casos de arbitragem.

A Liga Bwin vai agora de férias, devido aos compromissos das Selecções Nacionais e à Taça da Liga, só regressando no fim-de-semana de 28 de Outubro. Na próxima jornada, o líder Porto recebe o Leixões, o Marítimo desloca-se à Luz, naquele que será o jogo quente da jornada, e o Sporting viaja até à Madeira para enfrentar o Nacional.

Fotos: Futebol de Ataque