Archive for the ‘Andebol’ Category

ABC paciente passa eliminatória

Outubro 14, 2007

Cláudia Bragança

ehf.jpg

Não se revelou tão fácil, como possivelmente se esperava, a tarefa do ABC em dar a volta à eliminatória frente aos Israelitas, que haviam vencido o jogo da primeira-mão por uma vantagem de dois golos.

A jogar em casa, a equipa portuguesa tinha o seu objectivo de seguir em frente na Taça EHF bem definido mas teve de se mostrar muito paciente e oportuna para levar de vencida o Maccabi.

Fase inicial do encontro muito equilibrada, apesar de apenas com dois minutos de jogo os portugueses terem conseguido fazer o 2-0 e empatar a eliminatória, com o ABC a conseguir vantagens, quase sempre de dois golos, rapidamente igualadas pelos israelitas.

Não foi, portanto, tarefa fácil a dos bicampeões nacionais que tiveram de saber sofrer e esperar pela hora certa de atacar definitivamente o Maccabi e passar para a frente da eliminatória.

Foi por volta do minuto 38, que o ABC pôde ver como praticamente certa a sua passagem à terceira eliminatória desta competição europeia. Em menos de um minuto, o Maccabi sofreu duas expulsões e os portugueses aproveitaram tal facto para colocar o marcador com uma vantagem mais confortável a seu favor, passando a vencer por 22-15.

A partir daqui, o Maccabi desnorteou-se mas nem por isso virou a cara à luta. Mostrou querer até ao fim, mas isso não foi suficiente para levar de vencida a equipa portuguesa.

O ABC mostrou-se uma equipa muito promissora com Tiago Pereira, a organizar muito bem o jogo dos minhotos, e o jovem lateral-direito José Rolo a destacarem-se no seio da equipa.

A equipa portuguesa vai disputar agora a terceira eliminatória da Taça EHF e vai ter pela frente os eslovenos do Cismos Koper. A primeira-mão disputar-se-á na Eslovénia e a segunda-mão em Portugal.

Tiago Pereira: “Com a ajuda dos meus colegas, o jogo correu-me bem”

tigo-pereira.jpgTiago Pereira, autor de três golos da equipa do ABC, confessa que o jogo “podia ter-me corrido melhor, mas com a ajuda dos meus colegas, acabou por me correr bem no geral. Tentei ajudar a equipa e penso que consegui, tal como o resto do grupo”, completa ainda o jogador minhoto.

O jovem central do ABC diz que a equipa fez “uma primeira parte razoável”, e frisa que sentiram algumas dificuldades para encaixar no sistema de jogo do Maccabi: “Voltamos a não entrar da melhor maneira no jogo, tal como aconteceu em Israel. O Maccabi surpreendeu-nos com um novo sistema defensivo, com uma marcação individual ao Bogas, e demoramos a encaixar no seu sistema”, confessa Tiago.

A segunda parte, foi de maior acerto e de distanciamento definitivo do ABC face ao seu adversário como o próprio Tiago Pereira afirma: “Na segunda parte entramos melhor, com menos falhas técnicas, menos remates falhados e a defender melhor, o que nos levou a distanciarmo-nos do Macabbi confortavelmente.”

Fonte: O Jogo
Fotos: Arquivo Online

Anúncios

FC Porto segue em frente na Taça das Taças, com toda a justiça

Outubro 14, 2007

Cláudia Bragança

Não se apresentou uma tarefa difícil para o Porto bater o Eurotech Bervo, da Holanda, equipa que lhe apareceu pelo caminho na 2ª eliminatória da Taça das Taças. A equipa portuguesa bateu facilmente, como mostram os 24 golos de diferença entre as duas equipas, no total das duas eliminatórias, o seu adversário holandês e realizou dois bons jogos, do ponto de vista do seu técnico, Carlos Resende.

Se da primeira-mão o Porto já trazia uma confortável vantagem de 18 golos (39-21), o jogo da segunda-mão só veio acentuar a superioridade dos portistas que passaram com tranquilidade mais um obstáculo na competição internacional.

porto-andebol.jpg

Segundo declarações do treinador do FC Porto, a sua equipa foi sempre superior nesta deslocação à Holanda (o jogo da primeira-mão havia sido realizado em Santo Tirso) e nunca teve em perigo a vitória no encontro. A vantagem de seis golos ao intervalo era claro indicador disso e os portistas limitaram-se a gerir o jogo, preocupando-se, apesar de tudo, em apresentar sempre um bom nível qualitativo nas suas acções.

O técnico portista diz mesmo que isso mostra muito da seriedade com que os seus jogadores encaram a partida, não mostrando nunca, em jogo, o facto ser praticamente certa a sua passagem na eliminatória.

Carlos Resende considera que foi um jogo rápido, bem jogado e interessante de seguir, que serviu também de treino à equipa, já que deu para rodar todos os jogadores, inclusivamente o lateral-direito Siarhei Kavalenka, que havia ficado de fora nas últimas partidas, devido a uma lesão na mão esquerda, marcando seis golos neste regresso à competição.

O resultado final saldou-se então num 29-35, a favorecer os portugueses, dando-lhes a merecida passagem à terceira eliminatória da Taça das Taças, depois de dois jogos de total superioridade da equipa de Carlos Resende.

Fonte: O Jogo
Foto: Site Oficial do Futebol Clube do Porto