Posts Tagged ‘Taça de Portugal’

Leões VS Dragões

Abril 22, 2008

Miguel Pereira

Dia 18 de Maio, o FC Porto e Sporting vão discutir o seu troféu mais importante do futebol português. Os dragões tiveram um agradável passeio por Setúbal, enquanto que os leões protagonizaram uma das reviravoltas mais espectaculares dos últimos tempos.

Jogar à Porto

No dia anterior ao jogo da meia-final, Jesualdo Ferreira tinha prometido que a sua equipa iria “jogar à Porto”. A promessa foi cumprida, e os tricampeões nacionais não deram nenhuma hipótese a um irreconhecível Vitória de Setúbal.

A equipa sensação do campeonato ainda deu um ar da sua graça, mas os dragões foram donos e senhores do jogo, nomeadamente a partir do momento em que se adiantou no marcador.

Na segunda parte, Lucho González comandou os “azuis e brancos” e construiu, marcando por duas vezes, o resultado final.

Segunda parte imprópria para cardíacos dá final aos leões

Poucos acreditariam, no final da primeira parte, que o dérbi de Lisboa teria um desfecho final impróprio para cardíacos e favorável ao Sporting.

O Benfica de Chalana realizou um primeiro tempo como há muito não se via. Soube aproveitar as fragilidades leoninas e ao intervalo com justiça, graças a golos de Rui Costa e Nuno Gomes.

Na segunda parte tudo foi, contudo, diferente. O Sporting tinha de ir atrás do prejuízo e Paulo Bento arriscou tudo. Colocou Izmailov e Derlei para carregar o adversário. O ditado já diz que água mole em pedra dura tanto bate até que fura. Yannick Djaló conseguiu furar a defesa “encarnada” e a partir daí tudo se tornou mais fácil. Quim ainda tentou evitar o empate, mas Liedson restabelece a igualdade. Não foi preciso esperar muito para se ver Derlei, completamente livre de desmarcação, sentenciar a cambalhota no marcador.

O Benfica ainda deu um ar da sua graça e conseguiu reagir da melhor forma, com Cristian Rodriguez a empatar a partida. Os que pensavam que este jogo já não poderia ter mais emoção estavam redondamente enganados: dois minutos volvidos Djaló, com a bola a ressaltar em Luisão, bisa na partida e recoloca a sua equipa na frente.

Até final, tempo para mais um golo, por intermédio de Vukcevic, que selaria o resultado final.

Setúbal e os três “grandes”

Março 2, 2008

Cláudia Bragança

Os jogos dos quartos-de-final da Taça de Portugal não tiveram surpresas no seu desfecho. Porto, Benfica e Sporting cumpriram o papel de equipas favoritas e eliminaram Gil Vicente, Moreirense e Estrela da Amadora respectivamente. O Vitória de Setúbal junta-se ao grupo de semi-finalistas da competição após bater a Naval no restante jogo da eliminatória.

imagens_107480.jpg

Porto 1-0 Gil Vicente

A jogar em casa e claramente favorito, o FC Porto fez descansar, como já vem sendo habitual nesta competição, algumas das suas principais estrelas e embora a qualidade de jogo se tenha obviamente ressentido, a equipa conseguiu manter a segurança necessária para a passagem da eliminatória.

Valeu o golo de Tarik aos 23 minutos para garantir a passagem às meias-finais assim como a inspiração do guarda-redes Nuno que impediu o Gil Vicente de se tornar num obstáculo bem mais difícil de ultrapassar do que aquilo que à partida se poderia esperar. A equipa minhota conseguiu mesmo, em algumas alturas do encontro, igualar o nível de jogo do campeão nacional mas não foi suficiente para impedir a progressão do FC Porto na competição.

Foi, apesar de tudo, um bom jogo de futebol aquele a que se assistiu no Dragão, de onde saiu vencedora a equipa que se apresentou mais forte em todos os aspectos de jogo.

imagens_107478.jpg

Benfica 2-0 Moreirense

No outro jogo dos quartos-de-final, o Benfica recebeu e bateu o Moreirense por 2-0. A equipa de Guimarães ainda se conseguiu bater de igual para igual com a de Lisboa, mas as entradas do “maestro” Rui Costa, sobretudo dele, e de Makukula não permitiram que se assistisse a uma surpresa em pleno estádio da Luz.

À semelhança de Jesualdo Ferreira no Porto, também Camacho aproveitou este jogo para gerir o plantel e colocar em campo jogadores que não têm jogado com tanta regularidade no campeonato. A “experiência” resultou em alguma desorientação por parte do Benfica que só a entrada de Rui Costa veio esclarecer. O “génio” da Luz trouxe outra clarividência ao futebol da sua equipa e abriu caminho para a vitória marcando o primeiro golo aos 69 minutos. Aos 89’, Makukula colocava um ponto final na história do jogo marcando o segundo golo e acabando de vez com as pretensões do Moreirense.

Os minhotos conseguiram no entanto deixar uma boa impressão nesta partida frente ao Benfica e, dentro da sua estratégia claramente mais defensiva, não deixaram de complicar a vida ao segundo classificado do campeonato dando uma boa réplica que aguentou até onde as forças permitiram.

imagens_107477.jpg

Sporting 1-0 Estrela da Amadora

O Sporting também não teve a vida nada facilitada frente ao Estrela da Amadora, principalmente por culpa própria. Os leões não apresentaram um futebol convincente e o triunfo mostra-se justo pela entrega e determinação da segunda parte do encontro.
Um golo de Purovic já em tempo de compensação trouxe a sorte que o Sporting esperava já que pela qualidade de jogo, cedo se percebeu que os leões dificilmente conseguiram marcar presença nas meias-finais da Taça.
O Estrela da Amadora apresentou-se com uma estrutura de jogo mais dinâmica mas não teve do seu lado a sorte do jogo, caindo aos pés de um Sporting descaracterizado que só na segunda parte, com a entrada de Izmailov, conseguiu mostrar um pouco mais de vontade. Embora tenha sido incontestavelmente “dono” da segunda parte, a estrutura defensiva bem montada do Estrela e a ineficácia das jogadas atacantes permitiram que apenas por uma vez a baliza da equipa da Amadora fosse violada.

Naval 1º de Maio 1-2 Vitória de Setúbal

Quanto ao Vitória de Setúbal, levou de vencida a Naval 1º de Maio por 2-1 e marca também presença nas meias-finais da Taça de Portugal juntando-se a Porto, Benfica e Sporting.
Os setubalenses abriram o marcador aos 60 minutos por Auri, um lance que acabaria por ditar também a expulsão de Saulo por protestar um alegado fora de jogo do jogador sadino.

Cinco minutos depois, Paulão restabeleceu a igualdade para os da casa mas a vantagem duraria apenas até ao minuto 69, quando Robson marcou o golo que colocaria o Vitória de Setúbal nas meias-finais da competição.

Fotos: Record

Sem grandes surpresas

Dezembro 19, 2007

Miguel Pereira

Uma eliminatória sem surpresas. Os grandes continuam em prova, bem como todas as equipas todas as equipas da Bwin Liga que defrontaram clubes de escalão inferior. Sensação apenas no Sertanense – Portimonense, onde a equipa da Sertã, que milita na terceira divisão eliminou o Portimonense, da Liga Vitalis, com um resultado de 2-1, após prolongamento.

taca.gif

Na noite de sexta-feira, o bicampeão nacional, FC Porto, entrou em acção em Chaves. Contra uma equipa da II Divisão, era preciso apagar os fantasmas do Fátima e do Atlético. Os “dragões” foram naturalmente superiores, com Hélder Postiga e Adriano a traduzirem o favoritismo portista em golos.

No sábado, foi a vez do Sporting, mergulhado numa crise, golear, por 4-0, o Louletano, também da II Divisão. Com Liedson fora dos eleitos de Paulo Bento, foi a vez de Purovic brilhar, com dois golos. Nesse mesmo dia, Nacional e Leixões impuseram a sua experiência e golearam Cova da Piedade e Torreense, respectivamente. Num confronto entre equipas do escalão maior do futebol português, a lotaria dos penalties acabou por ser favorável ao Paços de Ferreira, no Estádio do Restelo.

Para o domingo ficaram os restantes jogos. Destaque para as imensas dificuldade sentidas por Braga e Estrela da Amadora em eliminar Camacha e Fátima, respectivamente, bem como para o vitória do Benfica ante a Académica, com dois de Cardozo, que começa a justificar o investimento feito na sua contratação.

A próxima eliminatória está marcada para 20 de Janeiro.

Eis a lista completa dos resultados:

Chaves 0-2 FC Porto
Leixões 4-0 Torreense
Nacional 5-0 C. Piedade
Sporting 4-0 Louletano
Belenenses 2-2 (4-5)g.p. P. Ferreira
Atlético 0-1 V. Guimarães
Oliveirense 4-0 Mondinense
Operário 0-1 (a.p.) V. Setúbal
Valdevez 3-1 (a.p.) U. Tocha
Serzedelo 0-3 Naval
Feirense 4-1 Lusitânia
Real 0-1 Desp. Aves
Carregado 1-2 Olhanense
Lagoa 3-2 Santa Clara
Infesta 1-2 Juv. Évora
Messinense 0-2 (a.p.) Gil Vicente
Moreirense 4-0 Machico
Beira-Mar 0-0 (3-2)g.p. Moncorvo
Abrantes 0-0 (6-5)g.p. Monsanto
Anadia 1-0 Freamunde
Sertanense 2-1 (a.p.) Portimonense
Penafiel 2-1 Vizela
U. Leiria 2-0 Nelas
Est.Amadora 4-2 (a.p.) Fátima
Camacha 2-3 Sp. Braga
Rio Ave 6-1 Rebordosa
Benfica 3-1 Académica